Incentivo ao transporte universitário gera menos impacto ambiental

Versão para impressãoEnviar por emailVersão PDF

A ausência de Faculdades e Escolas Técnicas no Município, faz com que os estudantes se locomovem até cidades vizinhas para cursar o ensino superior e cursos técnicos. Esse fator, faz com que aumente a quantidade de veículos nas estradas, gerando mais emissão de fumaça e consequentes danos do meio ambiente.

Tendo em vista o incentivo da prefeitura com relação ao transporte coletivo, foi criada a Lei n° 090, de 18 de janeiro de 2019, que comtempla os estudantes de curso superior, repassando valores mensais de auxílio ao transporte coletivo de acordo com a distância entre a cidade em que é ofertado o curso. A ideia é que a lei traga redução no número de veículos que circulam nas rodovias, e consequentemente ocorra redução do uso de combustíveis fósseis.

Atualmente, o benefício atende 181(sento e oitenta e um) alunos e estima-se, aproximadamente, que mais 50 veículos populares são deixados de percorrer as estradas, minimizando impactos significativos no meio ambiente, seja na qualidade do ar ou na economia de combustíveis fósseis.